Ta Na História

Você sabe a importância do Cais do Valongo para história do Brasil?

Por Thiago Gomide do Tá na História

Parceria HISTORY e Tá Na História

O Cais do Valongo foi o maior porto de entrada de pessoas escravizadas na América. Fica no centro do Rio de Janeiro.

 

Há muitas pesquisas sobre o número de pessoas escravizadas que chegaram ao Valongo. A maioria fala, no mínimo, em 1 milhão.

 

Aqueles que chegavam mortos da tortuosa viagem, e não eram poucos, eram enterrados no cemitério dos pretos novos, na região do cais.

 

A primeira parte desse vídeo foi gravada no dia de uma comemoração importante para a história negra, para a história do Brasil: o Cais do Valongo acabou de se tornar Patrimônio Mundial da Humanidade, título da Unesco.

 

O tráfico de pessoas foi proibido em 1831 e aquela região, que depois ganharia o nome de pequena África, foi um ponto de acolhimento de negros libertos, negros que por ventura vinham de outros estados...

 

Naquela região surgiu uma das mulheres mais importantes para história do samba. Tia Ciata, mãe de santo, enfrentou os perigos da repressão para encobertar as rodas de samba.

 

Agora...por qual motivo nós precisamos falar do Cais do Valongo e nunca deixarmos que essa memória seja esquecida?

 

Aperte o play e veja os números do final do vídeo. 

 

**

 

Se você quiser me enviar uma pauta, mande um e-mail para o [email protected]

 

Semana que vem tem mais. 

 

 


THIAGO GOMIDE é jornalista e pesquisador. Foi apresentador e editor do Canal Futura e da MultiRio, ambos dedicados à educação. Escreveu e dirigiu o documentário "O Acre em uma mesa de negociação". Além de ser o responsável pelo conteúdo do Tá na História, atualmente edita e apresenta o programa A Rede, na Rádio Roquette Pinto ( 94,1 FM - RJ). 

A proposta do Tá na História é oferecer conteúdos que promovam conhecimento sobre personagens e fatos históricos, principalmente do Brasil. Tudo isso, claro, com bom humor e muita curiosidade.