POMPEIA

Pintura erótica é descoberta nas ruínas de Pompeia

Arqueólogos não param de fazer descobertas impressionantes em Pompeia. Desta vez, eles encontraram um afresco erótico que retrata uma das passagens mais emblemáticas da mitologia greco-romana: a história de Leda e o Cisne. A pintura decorava o quarto de uma casa na cidade devastada pela erupção do vulcão Vesúvio.

Vídeo relacionado:

De acordo com o mito, o deus grego Zeus (ou Júpiter, na mitologia romana) se disfarçou de cisne para seduzir a mortal Leda, que era casada com o rei Tíndaro, com quem havia tido relações sexuais no mesmo dia. Após os encontros, Leda produziu dois ovos. Deles nasceram Clitemnestra, Helena, Castor e Pólux. Helena e Pólux eram filhos de Zeus, enquanto Clitemnestra e Castor eram filhos de Tíndaro.

Apesar de a lenda de Leda o Cisne ter sido um tema comum na Roma Antiga, essa pintura é peculiar. Isso porque geralmente Leda é representada em pé e não sentada, como no afresco recém-descoberto. Outra diferença é que, neste caso, a mortal e seu amante são retratados no meio do ato sexual, o que é bastante incomum. 

Não se sabe quem era o dono da casa onde foi encontrada a pintura, mas especialistas acreditam que ele fosse um homem rico. "Possivelmente um ex-escravo que estava ansioso para elevar seu status social por meio de referências a mitos de alto nível cultural", disse Massimo Osanna, diretor do Parque Arqueológico de Pompeia. 


 Fonte: IFLScience

Imagem: Cesare Abbate/Parque Arqueológico de Pompeia/Divulgação