EXTRATERRESTRES

O silêncio dos aliens: teoria sugere que Universo não deu "chance" para eles

A lei da evolução da vida no cosmos é algo muito mais cruel do imaginamos e isso explicaria a dificuldade em encontrar vida alienígena.

Estariam todos mortos? Eles nunca existiram?

Não exatamente isso, mas a grosso modo talvez. O ambiente hostil do Universo impediria o desenvolvimento da vida e seu estabelecimento no longo prazo em outros planetas. Ao menos essa é a teoria de uma dupla de pesquisadores da Universidade Nacional da Austrália, de acordo com Joshua A. Krisch, do portal Vocativ.

Sem chances

Os pesquisadores defendem que a vida alienígena sequer teve chance de se desenvolver ou evoluir suficientemente ao ponto de se tornar organismos multicelulares. Partindo desse pressuposto, dificilmente conseguiremos encontrar uma civilização que consiga viajar pelo cosmos e estabelecer algum tipo de contato. Essa seria a razão pela qual até agora não encontramos qualquer outro tipo de vida inteligente diante dos inúmeros planetas potencialmente habitáveis em nossa galáxia que são descobertos.

E por que a vida não consegue persistir em outros locais do Universo a exemplo do que ocorreu aqui na Terra?

Hipótese de Gaia

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores se basearam em um conceito conhecido como Hipótese de Gaia. De acordo com essa teoria, os seres unicelulares são responsáveis por regular seus planetas e torná-los habitáveis. Esses micro-organismos regulam gases presentes na atmosfera, ajudam a controlar as temperaturas da superfície e contribuem para o equilíbrio de todo um sistema compatível, por exemplo, com a existência de água na sua forma líquida.

Será que essa teoria é capaz de convencer todo mundo de que estamos sozinhos no Universo?

 


Fonte: Megacurioso

I
magem: xwing/Shutterstock.com