Agora
TRATO FEITO
17H55
TRATO FEITO
18H20
TRATO FEITO
Todos os horários
BIG BANG

O sacerdote que Einstein aplaudiu de pé

No geral, a ciência e a fé não andam lado a lado, mas há exceções, como a do cientista e sacerdote católico belga Georges Lemaître. Seus estudos e descobertas o levaram a ser conhecido como “o pai do Big Bang”, que tentava demonstrar que o universo observável começou com uma explosão de uma só partícula.

Vídeo relacionado:

O que mais chama a atenção é que, sem renunciar à sua fé católica Lemaître falou de um passado infinito, mas sem entrar em contradição com suas crenças sobre um Deus criador do mundo. A teoria, que hoje é amplamente aceita, apareceu pela primeira vez em 1931 em um de seus trabalhos acadêmicos, e foi um importante salto na ortodoxia da época.

Nascido em 17 de julho de 1894, na Bélgica, ele inicialmente começou a estudar engenharia civil. No entanto, suas atividades acadêmicas foram suspensas enquanto servia no exército belga durante a Primeira Guerra Mundial. Depois, estudou física, matemática e também foi ordenado sacerdote. Em 1923, ele se formou na Universidade de Cambridge antes de ir estudar em Harvard no Instituto de Tecnologia de Massachusetts.

Em 1933, alguns dos melhores cientistas da época se reuniram no Instituto de Tecnologia da Califórnia para uma série de conferências. Depois de Lemaître palestrar e desenvolver sua teoria, Albert Einstein ficou de pé e disse que era a explicação mais bonita e satisfatória da criação que ele já tinha ouvido. 


 Fonte: El País

Imagem: Orren Jack Turner, Princeton, N.J. modoficado com Photoshop por PM_Poon e depois por Dantadd. [Domínio Público], via Wikimedia Commons