MARTE

NASA desafia designers a elaborarem projetos das casas que serão construídas em Marte e define 3 finalistas. Veja aqui os projetos vencedores!

A NASA tem planos para colocar seres humanos em Marte em 2030 ou 2040, e a empresa privada Mars One já está entrevistando candidatos para uma viagem só de ida ao planeta vermelho. Mas, em meio a esta ousada missão, há um mar de dúvidas. Uma delas é, como é que vamos chegar lá? E, caso isso ocorra, como iremos sobreviver às condições inóspitas de Marte?

Lá não há oxigênio, os níveis de radiação são elevados, ocorrem tempestades de poeira e as temperaturas são hostis aos humanos. Ao longo dos anos, a NASA testou alguns projetos de habitação em Marte e, neste ano, a agência espacial norte-americana se uniu ao MakerBot para encontrar uma solução criativa que possa driblar as grandes dificuldades que terão que ser vencidas para que seja possível estabelecer uma colonização humana em Marte. Conheça abaixo três projetos que mereceram destaque entre as ideias apresentadas:

A Rainha B

Esta proposta lembra uma colmeia. Trata-se de uma habitação com dois 2 quartos, 2 banheiros, jardim, lavanderia e câmara de descompressão. O telhado é de painéis de urânio enfraquecido para proteção contra 99,9% da radiação prejudicial. Já as grossas paredes de 76cm de espessura servirão para manter o ambiente quentinho durante os severos invernos marcianos. O formato hexagonal da casa também é útil contra contra os fortes ventos.

A Acrópole Marciana

Esta casa tem três andares e inclui garagem e doca de desembarque para ônibus. Um coletor foi projetado no telhado para captar água da atmosfera marciana. A habitação está equipada com três estufas para garantir a produção de comida e também o oxigênio para respirar.

A Pirâmide Marciana

Inspirado nas pirâmides do Egito, este projeto prevê painéis de vidro que permitirão uma ampla entrada de raios solares. Com a instalação de um grande sistema de aquaponia, será possível o cultivo de alimentos. Um painel solar espelhado fornece energia e calor, com um pequeno gerador nuclear no porão caso haja alguma falha de fornecimento.

Fonte:

Popular Science

 

Imagem: NASA ([1]) [Public domain], via Wikimedia Commons