SISTEMA SOLAR

Imagens inéditas: sonda da NASA desvenda as fronteiras do Sol

Astrônomos capturaram pela primeira vez como o vento solar escapa da massa coronal do Sol e se transforma no campo magnético solar que permeia todo o nosso Sistema Solar.

Embora o limite seja bastante nebuloso, as imagens capturadas pela sonda STEREO, da NASA, permitem ver o ponto em que acaba o Sol e onde se inicia esse poderoso campo magnético.

O Sol é um processo fluido e seu campo magnético se estende até o limite do Sistema Solar – não se trata de um objeto sólido e fechado. Devido à alta energia do seu campo eletromagnético, as partículas carregadas escapam à gravidade e produzem o vento solar, que se desprende da coroa a mais de 1,5 milhão de km/h.



O vento solar é tão forte que consegue se espalhar por todo o Sistema Solar e se encontrar com os campos magnéticos de diferentes planetas.

 


Fontes: NASAPijama Surf
Imagem: STEREO/NASA