GOLPE DE ESTADO

Golpe fracassado: teoria explica corpos da Antiga Grécia encontrados em vala

Arqueólogos descobriram, recentemente, uma vala com dezenas de esqueletos na antiga cidade portuária de Phalaeron, que fica a 6,4 km de Atenas.

Essa vala, no entanto, tinha algo fora do comum que chamou a atenção dos pesquisadores: dentro dela havia 80 corpos alinhados e 36 deles estavam presos com correntes. O achado levou alguns pesquisadores a acreditar que essas pessoas teriam sido seguidoras de Cilón, que tentou um golpe de Estado em Atenas no século 7 a.C.

A área de Phalaeron é um cemitério de 1 acre, onde os arqueólogos acharam mais de 1.500 esqueletos. Porém, esse grupo mais recente de corpos foi encontrado num local de obras da nova Biblioteca Nacional da Grécia e da Ópera Nacional grega.

Jovens e de boa saúde

Dois pequenos vasos encontrados entre os esqueletos algemados permitiram aos cientistas datar a sepultura entre 650 a 625 a.C. De acordo com a agência de notícias AFP, os dentes dos esqueletos mostram que eles eram de pessoas, na maioria, jovens e de boa saúde. Isso aumenta a teoria de que eles eram rebeldes políticos que tentaram assumir o poder ateniense.

Segundo historiadores da época, o período foi repleto de turbulência em Atenas. Relatos de Plutarco e Tucídides contam que Cilón foi um atleta vitorioso nos Jogos Olímpicos de 640 a.C. Isso lhe rendeu um status elevado e também a mão da filha de Teágenes, um tirano da cidade de Mégara, rival de Atenas.

Cilón fugiu 

Na década seguinte, houve descontentamento em Atenas por causa de colheitas ruins e da desigualdade social. Com a ajuda dos soldados do seu sogro, Cilón tentou o golpe de Estado em 632 a.C, esperando que o povo de Atenas o apoiasse. Alguns fizeram, mas a maioria não. Cilón fugiu da cidade e seus rebeldes se abrigaram na Acrópole. Alguns deles começaram a passar fome, e o magistrado Megacles prometeu-lhes passagem segura. Mas quando os rebeldes deixaram o templo, teriam sido capturados e mortos. 


Golpe de Estado fracassado

Esta é uma das teorias dos pesquisadores para explicar os 80 esqueletos encontrados na vala de forma incomum e acorrentados. Nada assegura que essas pessoas tenham realmente sido seguidoras de Cilón no golpe de Estado fracassado. Quem realmente foram essas pessoas e por que morreram dessa forma há tanto tempo? Dificilmente uma resposta exata será encontrada, pois "há muitas explicações para uma vala com muitos esqueletos e muitas desse tipo já foram encontradas em Atenas", lembra a arqueóloga Kristina Killgrove, que não está envolvida no estudo, em artigo da Forbes.

 


Fontes: Smithsonian Mag , Forbes, O Globo

Imagem: Ministério da Cultura da Grécia