ALASKA

Físicos chineses preparam desenvolvimento de robôs feitos de metal líquido

Engenheiros chineses afirmam que a fabricação de robôs de aço líquido, como o famoso T-1000 da saga Exterminador do Futuro, está bem próxima de ser realizada. Para quem não lembra, o T-1000 conta com um esqueleto de metal líquido capaz de tomar qualquer forma, ou adaptar-se a qualquer organismo: objeto, animal ou pessoa. Sua natureza líquida é praticamente imune ao impacto de tiros, balas ou danos mecânicos. Depois de uma série de experiências em laboratório, os cientistas chineses Lei Sheng, Jie Zhang e Jing Liu, da Universidade de Tsinghua, em Pequim, demonstraram que os metais podem se movimentar e adotar múltiplas formas quando submetidos a determinados campos magnéticos.   O mercúrio é o metal líquido mais conhecido, além de ser um dos elementos mais tóxicos da natureza. Entretanto, existem outras ligas metálicas com a mesma capacidade, porém muito menos nocivas. O gálio-índio-selênio, por exemplo, é uma liga obtida em torno de 10° C. Os físicos chineses conseguiram fazer com que essa liga tomasse diversas formas ao depositar uma fina camada sobre a água, submetendo-as, em seguida, ao efeito de um campo elétrico. Naturalmente, o segredo esteve na múltipla manipulação da voltagem e na geometria dos eletrodos, até que o metal tomou a forma esférica. Depois, a partir da regulagem da tensão superficial e da eletroestática, a esfera se moveu, girou sobre a superfície da água e, finalmente, tomou a forma de uma minhoca.    

Veja também
 

 

Fonte: RT  

 

Imagem: By Own work (Own work) [GFDL or CC BY 3.0], via Wikimedia Commons