Agora
TRATO FEITO
17H55
TRATO FEITO
18H20
TRATO FEITO
Todos os horários
Ta Na História

Conheça a história de quem desobedeceu Hitler e salvou perseguidos pelo Nazismo

Por Thiago Gomide do Tá na História, em parceria com o Catraca Livre.

 

Parceria HISTORY, Ta Na História e Catraca Livre

 

Antes mesmo da guerra, a polonesa Irena Sandler trabalhava com judeus pobres em Varsóvia. 

A relação, portanto, era antiga. 

Em 1940, quando a perseguição já estava comendo solta, ela oferecia mantimentos para um gueto de judeus.

Se arriscando demais, ela foi além: conseguiu retirar, em especial crianças, em malas dos guetos.

Ela foi descoberta e entrou na fila de execução.

Quer saber como ela se salvou? Aperta o play.

Quando saiu da prisão, Irena Sandler continuou, com outra identidade, a trabalhar em prol da sobrevivência de judeus. 

Max Schmeling era o pugilista símbolo do Terceiro Reich.

Só faltava uma barreira pra ser derrubada: vencer o campeão dos campeões, o pugilista americano e negro Joe Louis.

Pois não foi que aconteceu. Schmeling foi a Nova York e venceu uma das lendas do boxe.

Imagina para o Hitler um branco vencendo um negro considerado imbatível.

Hitler foi ao êxtase.

Quer saber em qual momento deu problema a relação dos dois? Aperta o play, vai.

Adianto que têm técnico judeu, rejeição ao partido e proteção de crianças judias no meio. 

E teve brasileiro?

Brasileiros. No plural.

O genial escritor Guimarães Rosa era cônsul adjunto em Hamburgo e futuro marido de Aracy Guimarães Rosa. 

Ela era responsável pela triagem dos vistos, dos passaportes...

Durante o período de namoro do então presidente brasileiro Getúlio Vargas com o Nazi-Fascismo, o Brasil enviou mensagens que os judeus não deveriam embarcar para o nosso país.

Aracy fez o possível para salvar o máximo de judeus, com ajuda do cônsul Guimarães Rosa. 

Claro que deu problema.

Qual? Aperta o play.

Um extra também brasileiro, que não está o vídeo: Sousa Dantas, então chefe diplomático do Brasil na França.

Ele salvou centenas de judeus perseguidos.  

Sei que poderia - e deveria - falar de muitos outros. Muitos mesmo. Heróis que arriscaram a vida para combater a barbárie. 

O vídeo é curto, mas as bibliografias utilizadas na pesquisa e indicadas nos segundos finais trazem outros exemplos enriquecedores. 

Se gostou, aproveite e se inscreva no canal. Há muitas outros fatos e personagens importantes da história. 

Até semana que vem. 

**

Se quiser indicar uma história incrível, me manda e-mail no [email protected]

Por favor, não deixe de curtir o canal no youtube. É mais uma forma de mantermos contato.

 


THIAGO GOMIDE é jornalista e pesquisador. Foi apresentador e editor do Canal Futura e da MultiRio, ambos dedicados à educação. Escreveu e dirigiu o documentário "O Acre em uma mesa de negociação". Além de ser o responsável pelo conteúdo do Tá na História, atualmente edita e apresenta o programa A Rede, na Rádio Roquette Pinto ( 94,1 FM - RJ). 

A proposta do Tá na História é oferecer conteúdos que promovam conhecimento sobre personagens e fatos históricos, principalmente do Brasil. Tudo isso, claro, com bom humor e muita curiosidade.