INOVAÇÃO

Cientistas conectam um cérebro à Internet em tempo real pela primeira vez

Experiência revolucionária poderá mudar os rumos da Medicina! 

Vídeo relacionado:
Cientistas da Universidade de Witwatersrand, na África do Sul, conseguiram conectar um cérebro à Internet por meio de um sistema que eles chamaram de “Brainternet”. Para isso, um grupo de voluntários foi equipado com um aparelho que detecta ondas cerebrais e as transmite a um computador, o qual, por sua vez, as retransmite a um servidor.

Adam Pantanowitz, responsável pelo projeto, afirmou que o “Brainternet é um novo marco no sistema de interface cérebro-computador”, algo bastante relevante se levarmos em consideração que atualmente há “uma grande carência de dados sobre como o cérebro humano trabalha e processa informações”.

Embora ainda seja necessário desenvolver várias ferramentas, algo que poderá acontecer muito em breve, essa nova descoberta permite supervisionar a atividade cerebral por meio da Internet, o que representa um mundo novo e inegável de possibilidades e aplicações, especialmente em áreas como a Medicina.

Um paciente com Alzheimer, ou com alguma patologia semelhante, poderá ser assistido por essa nova ferramenta, para que, tanto ele quanto seus médicos, tenham uma análise instantânea dos avanços e regressões da doença. Além disso, será possível conhecer muito mais a fundo o modo pelo qual os cérebros, saudáveis ou não, funcionam.


Fonte: VIX

Imagem: Shutterstock