mars one

Candidato escolhido para colonizar marte dá primeira entrevista e afirma: "É uma viagem só de ida”

Artiom Goncharóv, um dos 50 cidadãos russos, pré-selecionado entre 200 mil aspirantes a colonos do planeta Marte, comentou sobre o avanço dos preparativos para o ambicioso projeto Mars One. O jovem concedeu uma entrevista à rádio russa Business FM, onde falou da viabilidade do projeto holandês, que pretende desenvolver uma colônia humana habitável e sustentável em Marte até o ano de 2024.

 
"Por enquanto, os organizadores não prometem nada. Ou seja, dizem que se trata de um voo só de ida, para que ninguém espere nada. Mas, não se descarta que, dentro de 40 anos, após o pouso em Marte, seja desenvolvido um meio de voltar à Terra. Os primeiros quatro colonos deverão somente viver lá, preparar tudo para as pessoas que chegarão ao planeta de dois em dois anos", contou o candidato ao voo.
 
O jovem disse porque acredita no projeto:
 
“Nós assinamos um contrato com a empresa e 95% dele foi confeccionado pelo Departamento de Defesa dos EUA, eu acho que isso é um sinal da seriedade do projeto.”
 
Os familiares de Artiom, contudo, não são tão empolgados. De acordo com o candidato a colono, eles não acreditam que o voo a Marte aconteça. 
 
Veja também
 
 
 
 
Imagem: NASA ([1]) [Public domain], via Wikimedia Commons