APOLO 13

Bill Gates quer investir milhões em projeto que irá produzir camisinha revolucionária - Entenda

O multibilionário e filantropo Bill Gates está apoiando projetos para revolucionar em uma área considerada delicada para muita gente: o uso de preservativos pelos homens. De acordo com pesquisas, muitos homens consideram a camisinha um “mal necessário” e é justamente este conceito que o fundador da Microsoft quer mudar. Ele pretende encontrar alternativas que tornem a camisinha um método mais atrativo e se torne algo “bacana” de usar. O certo é: a camisinha é o método mais eficaz de prevenção contra doenças sexualmente transmissíveis (as DSTs). 
 
Por meio de sua ONG, a Fundação Bill e Melinda Gates, o fundador da Microsoft realizou um concurso para selecionar projetos de preservativos inovadores. De um total de 812 equipes de cientistas, 11 foram selecionadas em novembro do ano passado e receberão um investimento de US$ 100 mil cada. Se os protótipos provarem sua eficácia, o projeto poderá receber mais US$ 1 milhão para o início da fabricação das camisinhas. Tudo isso para acabar com as queixas mais comuns dos homens em relação ao preservativo, como encaixe inadequado, difícil colocação, perda da sensibilidade durante o sexo, perda de ereção e rompimento.
 
Entre algumas das sugestões em estudo estão o desenvolvimento de uma camisinha de grafeno (material ultrarresistente), uma versão feita com colágeno bovino e até o uso de materiais que possam aderir perfeitamente ao pênis pelo calor. Caso uma revolução na fabricação de preservativos ocorra, isso será um grande feito para a história do homem, já que, há pelo menos 3000 mil anos, busca-se um método efetivo e confortável para resolver esta questão profundamente amarrada aos nossos costumes e cultura.
 
Veja também