JÚLIO CÉSAR

Ascensão e queda do homem mais poderoso do mundo

Ele se considerava um filho direto dos deuses, mas acabou esquecendo de que não era imortal...

Vídeo relacionado:
Júlio César foi, sem dúvida, o homem mais poderoso de sua época: estrategista militar brilhante, imperador de meio mundo e ditador cruel. Sua passagem pelo trono romano marcou um antes e um depois na história do Ocidente.

Nascido no ano de 100 a.C., em uma família patrícia, mas de riqueza escassa, Caio Júlio César começou sua carreira política graças ao seu tio Caio Mário. Após um sucesso precipitado na hierarquia religiosa, ele sofreu uma tentativa de assassinato e se afastou da capital em direção às frentes asiáticas, onde se destacou como militar brilhante. Depois de seu retorno triunfal, Júlio César deu início a uma rápida escalada política que o transformou em ditador vitalício da antiga república romana.

Porém, mais além do enorme poder acumulado, que, inclusive, o levou a se proclamar filho direto dos deuses, Júlio César continuava sendo um mortal. Alguns adversários que lutavam contra sua tirania criaram um plano para assassiná-lo, o que foi concretizado em 44 a.C., quando ele morreu esfaqueado no Teatro de Pompeu, onde o senado romano se reunia.


Fonte: Infobae

Imagem: Shutterstock