Ta Na História

Após traição, Agatha Christie forjou a própria morte

Por Thiago Gomide do Tá na História.

 

Parceria HISTORY e Ta Na História

 

Você vai saber agora da quase morte da escritora Agatha Christie.

Essa história parou o Reino Unido. Na verdade, todo mundo ficou apreensivo.

Em 1926, Agatha Christie já era muito famosa. Muito elogiada.

Os livros dela eram (e são) devorados rapidamente. Campeões de crítica.

Em dezembro daquele ano, a escritora desapareceu.

Ninguém da família imaginava o paradeiro. Suspense. Parecia obra dela.

Pra piorar o enredo, o carro da família foi encontrado batido em uma árvore, perto de um rio, em outra cidade.

O que será que aconteceu? Será que ela caiu no rio? Será que foi sequestrada? Será que foi morta e enterrada como indigente?

Vou logo avisando: milhares de policiais foram destacados para tentar encontrá-la. Até aviões foram destacados para a missão.

Vigílias foram feitas. Promessas foram feitas. Cartazes espalhados pelos quatro cantos foram feitos.

Quer saber como terminou? Aperta o play!

Agatha Christie já vendeu mais de 2 bilhões de livros.

O detetive belga Hercule Poirot, um de seus personagens mais emblemáticos, já foi protagonista de inúmeros filmes.

A obra dela também ganhou os teatros e os canais de televisão.

Dica de ouro: aproveite e se inscreva no youtube.com/tanahistoria. Têm muitos outros vídeos sobre personagens e fatos marcantes da história.

Pra entrar em contato, o e-mail é [email protected]


THIAGO GOMIDE é jornalista e pesquisador. Foi apresentador e editor do Canal Futura e da MultiRio, ambos dedicados à educação. Escreveu e dirigiu o documentário "O Acre em uma mesa de negociação". Além de ser o responsável pelo conteúdo do Tá na História, atualmente edita e apresenta o programa A Rede, na Rádio Roquette Pinto ( 94,1 FM - RJ). 

A proposta do Tá na História é oferecer conteúdos que promovam conhecimento sobre personagens e fatos históricos, principalmente do Brasil. Tudo isso, claro, com bom humor e muita curiosidade.