MIL DIAS

JUSCELINO KUBITSCHEK

Juscelino Kubitschek de Oliveira foi o principal responsável pela construção de Brasília. Nascido no dia 12 de setembro de 1902, em Diamantina (MG), foi prefeito de Belo Horizonte (1940-1945), governador de Minas Gerais (1951-1955) e presidente do Brasil (1956 e 1961). Em 1927, formou-se em medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Conhecido como JK, casou em 1931 com Sarah Kubitschek, com quem teve as filhas Márcia e Maria. 

Em 1934, foi eleito deputado federal, mas o seu mandato foi cassado após o golpe do Estado Novo. Com a perda do mandato, retornou à medicina. Em 1940, foi nomeado prefeito de Belo Horizonte, permanecendo neste cargo até outubro de 1945. No final do mesmo ano foi eleito deputado constituinte pelo Partido Social Democrático. Na eleição de 1950, derrotou seu concunhado Gabriel Passos e foi empossado governador em 31 de janeiro de 1951. Neste cargo, criou a Companhia Energética de Minas Gerais.

Em outubro de 1954, lançou sua candidatura à Presidência da República para a eleição de 1955. JK apresentou um discurso desenvolvimentista e utilizou como slogan de campanha "50 anos em 5". Na presidência, foi o responsável pela construção de uma nova capital federal, Brasília. Durante todo o seu mandato, o país viveu um período de notável desenvolvimento econômico e relativa estabilidade política.

JK inaugurou a nova capital federal, Brasília, executando um antigo projeto previsto em três constituições brasileiras. A mudança da capital federal do Rio de Janeiro para Brasília teve como objetivo promover o desenvolvimento do interior do Brasil e a integração do país. 

Com um estilo de governo inovador na política brasileira, Juscelino construiu em torno de si uma aura de simpatia e confiança entre os brasileiros. Ele morreu no dia 22 de agosto de 1976, em um acidente de carro em Resende (RJ).