Hoje na história

24.nov.1947

Primeira "lista negra" anticomunista de Hollywood é instituída

A chamada primeira lista negra sistemática de Hollywood foi instituída no dia 24 de novembro de 1947. Quem estivesse com o nome nela não teria emprego na maior indústria de entretenimento dos EUA, como roteiristas, atores, diretores, músicos e outros profissionais da área. A "lista negra" incluía pessoas com supostas convicções políticas ou associações suspeitas, no caso filiação ou simpatia ao Partido Comunista dos EUA, envolvimento em causas políticas associadas ao comunismo ou quem se recusasse a ajudar as investigações sobre as atividades do Partido Comunista conduzidas pelo governo dos EUA.

Nesta primeira lista, dez roteiristas e diretores foram citados por desacato ao Congresso por recusarem prestar depoimento ao Comitê de Atividades Antiamericanas. Todos eles foram demitidos por seu estúdio. Em 22 de junho de 1950, um panfleto nomeou 151 profissionais da indústria do entretenimento como "fascistas vermelhos e seus simpatizantes". Pouco depois, estas pessoas também estavam fora da indústria do entretenimento. A lista negra foi efetivamente quebrada em 1960, quando Dalton Trumbo, um alegado comunista que teve o seu nome incluído na primeira "lista negra", foi reconhecido publicamente como o roteirista do filme Spartacus e Exodus. Contudo, ainda várias pessoas da lista negra seguiram impedidas de trabalhar em suas áreas por muitos anos.

 


Imagem: via Wikimedia Commons