Hoje na história

02.out.1992

Presidente Fernando Collor é afastado do cargo após sofrer impeachment

Em um dia como este, no ano de 1992, o presidente do Brasil Fernando Collor de Mello era afastado do cargo por conta das denúncias de corrupção em seu governo. Collor estava no poder deste 15 de março de 1990. Com seu afastamento, a presidência foi ocupada pelo vice Itamar Franco.
 
Anteriormente, no dia 29 de setembro, a Câmara de Deputados votou pelo impedimento (impeachment) de Collor, por 441 contra 33 votos. Mais tarde, ele renunciou ao cargo em 29 de dezembro de 1992, antes de ser condenado pelo Senado. No dia seguinte, foi condenado à perda do mandato e ficou inelegível por oito anos.
 
Collor, então o presidente mais jovem do Brasil, na época com 40 anos, teve um governo marcado pelo Plano Collor e a abertura do mercado nacional às importações e o início de um programa nacional de desestatização. Inicialmente, as medidas do seu Plano tiveram uma boa aceitação, mas ao longo do tempo aprofundaram a recessão econômica e aumentaram inflação, que chegou aos 1200% ao ano. Para agravar ainda mais o quadro, um grande esquema de corrupção foi denunciado pelo seu irmão Pedro Collor de Mello, em maio de 1992. Entre os envolvidos estavam o tesoureiro Paulo César Farias (peça central no esquema), ministros, amigos e até a primeira-dama Roseane Collor.
 
 

Imagem: Ubirajara Dettimar/Abr (Agência Brasil/Palácio do Planalto view source) [CC BY 3.0 br], via Wikimedia Commons