Hoje na história

31.Oct.1835

Nasce Adolf von Baeyer, Nobel de Química alemão

Johann Friedrich Wilhelm Adolf von Baeyer nasceu em 31 de outubro de 1835 e faleceu em 20 de agosto de 1917. Foi um químico e professor universitário alemão, tendo lecionado em diversas universidades alemãs, e prêmio Nobel de Química em 1905. Inicialmente estudou matemática e física na Universidade de Berlim. Trabalhou no laboratório de August Kekulé, que exerceu grande influência em sua formação como especialista em química orgânica, alcançando o doutorado em Berlim em 1858. Possuía uma bolsa na Berlin Trade Academy em 1860 e foi professor em Estrasburgo em 1871. Em 1875 sucedeu Justus von Liebig como professor de química na Universidade de Munique. Entre seus muitos sucessos científicos se destacam a descoberta da fenolftaleína, a fluoresceína e outras resinas que na atualidade formam a base de muitos plásticos, derivados do ácido úrico como o ácido barbitúrico (1864) (o componente base dos barbitúricos), e as resinas de fenol-formaldeído. Em 1872 fez experimentos com o fenol, estando a ponto de descobrir o que Leo Baekeland posteriormente chamou baquelita. Porém Baeyer é conhecido, sobretudo, por ter conseguido, nos primeiros meses de 1880 e depois de mais de dezessete anos de investigação com corantes, a síntese do índigo e ter determinado sua estrutura molecular em 1883; mas não foi até 1928 quando se determinou que a estereoquímica do duplo enlace era um isômero trans e não cis como propunha Baeyer, através do uso da cristalografia de raios X. Por este trabalho recebeu a medalha Davy da Royal Society em 1881 e em 1905 foi condecorado com o Prêmio Nobel de Química pelo desenvolvimento da química orgânica mediante os corantes químicos.

 


Imagem: Nobel Prize [Domínio público], via Wikimedia Commons