Hoje na história

12.jan.2001

Morre Adhemar Ferreira da Silva, bicampeão olímpico brasileiro no salto triplo

No dia 12 de janeiro de 2001, o Brasil perdia seu primeiro bicampeão olímpico. Nesta data, morria na cidade de São Paulo Adhemar Ferreira da Silva Pudger, vencedor de duas medalhas de ouro no salto triplo nos Jogos Olímpicos de Helsinque (1952) e de Melbourne (1956). Nascido na capital paulista no dia 29 de setembro de 1927, ele começou a competir com 20 anos, pela equipe de atletismo do São Paulo Futebol Clube. Na Olimpíada de Helsinque, na Finlândia, Adhemar levou a medalha de ouro após saltar 16m22cm. Nos Jogos seguintes, em Melbourne, na Austrália, ele sofreu com uma dor de dente dois dias antes da prova, mas conseguiu fazer o tratamento e levou novamente a medalha de ouro no salto triplo, com a marca de 16,36 metros. Além do excelente resultado em jogos olímpicos, Adhemar também foi pentacampeão sul-americano e tricampeão pan-americano (1951, 1955 e 1959). Ele ainda foi dez vezes campeão brasileiro e colecionou mais de 40 títulos e troféus internacionais. Fora das pistas de atletismo, Adhemar estudou escultura, comunicação social e educação física. Ele ainda foi ator na peça Orfeu da Conceição (1956), de Vinicius de Moraes, e no filme franco-brasileiro Orfeu Negro (1962), que venceu o Oscar de melhor filme estrangeiro.

 


Imagem: via Wikimedia Commons