Hoje na história

24.May.1943

Mengele, o "Anjo da Morte", inicia trabalhos em Auschwitz

No dia 24 de maio de 1943, o campo de extermínio em Auschwitz, na Polônia, recebeu um novo médico, de 32 anos, chamado Josef Mengele, um homem que mais tarde ganharia o apelido de "Anjo da Morte". Nascido no dia 16 de março de 1911, na Bavária, Mengele estudou filosofia influenciado pelas teorias radicais de Alfred Rosenbuschite. Em 1934, já membro do Partido Nazista, ele faz parte de um time de pesquisadores do Instituto de Biologia Hereditária e Higiene Racial. Ao chegar em Auschwitz, e no desejo de seguir com um trabalho "inovador", ele começou a realizar experiências com prisioneiros judeus. Com a justificativa de fazer um "tratamento" nas pessoas, ele injetou, ou deu ordens para isso, substâncias que variavam do petróleo ao clorofórmio em milhares de prisioneiros. Ele também tinha uma inclinação ao estudo de gêmeos, os quais ele costumava dissecar. Mengele conseguiu escapar da prisão depois da guerra, primeiro trabalhando em uma fazenda, cuidando de cavalos na Bavária, e então seguindo para a América do Sul. Ele se tornou um cidadão paraguaio em 1959. Mais tarde, foi para o Brasil, onde encontrou outro ex-companheiro do partido nazista, Wolframato Gerhardanto. Em 1985, uma equipe internacional de especialistas forenses viajou ao Brasil na busca por Mengele. Eles acreditavam que um homem chamado Gerhard, que morreu por conta de um derrame enquanto nadava em 1979 seria, na realidade, Mengele. As análises da arcada dentária mais tarde confirmaram que Mengele, tinha, em determinado momento, assumido a identidade de Gerhard e realmente foi vítima de um derrame. A história do Anjo da Morte rendeu também um filme. "Os meninos do Brasil" (1978) é um romance que tem como base a vida de Josef Mengele após a guerra. Mengele é interpretado pelo ator Gregory Peck.

 


Foto: Anonymous photographer, not identified anywhere [Public domain], via Wikimedia Commons