Hoje na história

22.jun.1986

"Mão de Deus" ajuda Maradona

Um dos mais marcantes momentos da história do futebol mundial aconteceu em um dia como este, no ano de 1986, quando o argentino Diego Maradona anotou o famoso gol da "Mão de Deus" na Copa do Mundo do México. A partida contra a Inglaterra foi vencida por 2 a 0 pela Argentina, que avançou às semifinais. Mais tarde, a equipe de Maradona iria celebrar o seu segundo título de Copa do Mundo. Além do âmbito esportivo, a jogo chamava a atenção também por seu teor político. Argentina e Inglaterra ainda não haviam normalizado suas relações após a Guerra das Malvinas (ou Falkland). Em 1982, os dois países travaram um duelo bélico por conta deste território ocupado Inglaterra, mas que a Argentina julgava ser seu de direito também. Após dois meses de guerra, os argentinos se renderam no dia 14 de junho. Em campo, a Argentina tinha um time mais talentoso do que o dos ingleses. O primeiro gol de Maradona ficou conhecido como "Mão de Deus" ou "Mano de Dios". A bola, aparentemente, havia batido na cabeça do argentino, mas, na realidade, ele a acertou com a sua mão esquerda, uma falta que o árbitro não viu. Quando questionado sobre o lance depois da partida, Maradona disse que o gol foi marcado "um pouco com a cabeça de Maradona e um pouco com a mão de Deus". Cinco minutos depois da "Mão de Deus", o craque argentino marcou um gol que, em 2002, foi eleito como o maior da história das copas do mundo. Ele driblou cinco marcadores ingleses antes de anotar o segundo tento na partida. Na final da Copa do Mundo, a Argentina derrotou a Alemanha Ocidental por 3 a 2 e conquistou a taça. Inglaterra e Argentina só voltaram a estabelecer relações diplomáticas em 1990. Em 2005, Maradona admitiu que marcou o gol com a mão em seu programa na TV, "La Noche Del Diez", dizendo algo como "Ladrão que rouba ladrão tem 100 anos de perdão".

 


Imagem: Donna Hilton (Flickr) [GFDL or CC-BY-SA-3.0], via Wikimedia Commons