Agora
TRATO FEITO
17H55
TRATO FEITO
18H20
TRATO FEITO
Todos os horários

Hoje na história

10.Aug.1945

Japão aceita temos da Conferência de Potsdam de rendição incondicional

No dia 10 de agosto de 1945, apenas um dia após o bombardeio de Nagasaki, o Japão concordou com os termos da Conferência de Potsdam de rendição incondicional assim que o presidente dos EUA, Harry S. Truman, ordenou a suspensão dos ataques com bomba atômica. No dia 6 de agosto, os norte-amerianos haviam bombardeado Hiroshima e, três dias depois, Nagasak. Além disso, havia a invasão soviética da Manchúria. Diante desse quadro, a permanência do Japão na Segunda Guerra ficou insustentável.

Tóquio divulgou uma mensagem aos seus embaixadores na Suíça e na Suécia, que foi, então, passada aos Aliados. A mensagem aceitou formalmente a Declaração de Potsdam, mas incluiu a ressalva de que "disse que a Declaração não compreenderia qualquer demanda que prejudicasse as prerrogativas de Sua Majestade (o imperador Hirohito) como governante soberano." Quando a mensagem chegou a Washington, o presidente Truman ordenou a suspensão do bombardeio atômico. Enquanto prosseguiam as negociações entre Washington e Tóquio, a luta selvagem seguia entre o Japão e a União Soviética na Manchúria.

 


Imagem: Army Signal Corps / U.S. federal government [Domínio público], via Wikimedia Commons