Hoje na história

11.mar.1970

Grupo revolucionário sequestra cônsul-geral do Japão em São Paulo

No dia 11 de março de 1970, em São Paulo, um grupo de cinco pessoas sequestrou o cônsul-geral do Japão, Nobuo Ozuchi. As pessoas portavam metralhadoras e levaram Ozuchi em um fusca. O primeiro contato após o sequestro aconteceu por carta datilografada e assinada em letra de forma - Comando A. Raimundo de Lucena - Vanguarda Popular Revolucionaria (VPR). Os sequestradores exigiram pela vida do Cônsul a libertação de cinco presos e seus filhos pequenos, assim como a garantia de asilo em algum país da América Latina. O governo do presidente Médici aceitou a proposta. Os cinco prisioneiros políticos foram expulsos do Brasil e receberam documentos de permanência definitiva no México. O sequestro, que durou menos de uma semana, teve uma grande repercussão em Tóquio.

 

Foto: Jornal Do Brasil.