Hoje na história

10.nov.1937

Getúlio Vargas instaura o Estado Novo no Brasil

No dia 10 de novembro de 1937, Getúlio Vargas declarou, em pronunciamento à nação pelo rádio, que o Brasil estava sob um novo regime de governo, o Estado Novo. Caracterizado pela centralização do poder, nacionalismo, anticomunismo e pelo autoritarismo, o Estado Novo durou até 1945, quando Getúlio foi desposto pelas Forças Armadas. A chegada de Getúlio ao poder também foi por meio de um golpe e, praticamente, não houve reação contrária. Na época, o ambiente político brasileiro era bastante delicado. Havia comoção popular por causa do Plano Cohen (um suposto plano comunista para a tomada de poder no Brasil), instabilidade política causada pela Intentona Comunista e o medo de novas revoluções comunistas. Assim que tomou o poder, Getúlio Vargas fechou o Congresso Nacional e acabou com os partidos políticos. Ele outorgou uma nova constituição, que lhe concedia controle total do poder executivo, e previa um novo Legislativo. Durante sua permanência no poder, contudo, nunca foram realizadas eleições democráticas. Uma das características do governo de Getúlio Vargas foi a busca de uma identidade nacional para o Brasil. O conceito de "antropofagia cultural", tema da Semana de Arte Moderna de 1922, em São Paulo, foi ampliado durante o seu governo. Por meio do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, planejado por Mário de Andrade e colaboradores como Carlos Drummond de Andrade, Oscar Niemeyer, Lúcio Costa e Cândido Portinari, pela primeira vez, a identidade racial brasileira foi definida como a mistura de três raças e culturas pelo governo. Assista dois vídeos de Eduardo Bueno sobre a vida de Getúlio: Getúlio Vargas http://seuhistory.com/eduardo-bueno/getulio-vargas-eduardo-bueno.html Cavalos no Obelisco http://seuhistory.com/eduardo-bueno/cavalos-no-obelisco-eduardo-bueno.html

 


Imagem: By Governo do Brasil (Galeria de Presidentes) [Public domain, Public domain or Public domain], via Wikimedia Commons