Todos os horários

Hoje na história

14.Jul.1933

É promulgada a lei de esterilização no regime nazista

No dia 14 de julho de 1933 o Partido Nazista Alemão aprovou a chamada “lei para a prevenção da ascendência com doenças hereditárias”, que estabelecia um sistema estatal de extermínio de milhões de pessoas. Esta lei foi criada por três figuras importantes do movimento de “limpeza racial”: os eugenistas e genetistas Ernst Rüdin e Arthur Gütt e o advogado Falk Ruttke. Eles foram nomeados pelo partido nazista para redigir uma lei que permitisse que a sociedade descartasse os cidadãos "problemáticos". O partido acreditava que os doentes mentais afligiam toda a sociedade e que eram um estorvo para a construção de uma Alemanha forte, saudável e pura. O resultado perverso dessa política foi a chamada “solução final”, ou seja, os campos de extermínio na Europa controlada pelos nazistas, onde milhares de pessoas foram mortas por conta do programa T4. As vítimas foram judeus, comunistas, ciganos, homossexuais e doentes mentais.

 


Imagem: German Federal Archives [Domínio público], via Wikimedia Commons