Hoje na história

23.Jul.1961

É fundada a Frente Sandinista de Libertação Nacional

A Frente Sandinista de Libertação Nacional (F.S.L.N.) é uma organização política de esquerda de origem social-democrata criada em 23 de Julho de 1961 na Nicarágua pelos políticos Carlos Fonseca Amador, Tomás Borge Martínez e Silvio Mayorga. O grupo proclamou-se seguidor da ideologia e do movimento empreendido pelo líder nicaraguense Augusto C. Sandino (de quem tomou o nome), o qual empreendeu uma guerra de guerrilhas contra a intervenção americana em seu país durante as primeiras décadas do século XX. Atualmente faz parte da Internacional Socialista, identificando-se com as forças social-democratas, trabalhadoras e socialistas democráticas do mundo. O FSLN liderou a luta armada contra a ditadura da família Somoza na Nicarágua a partir de sua fundação, passando por vários períodos, desde muitas ações armadas e políticas até seu quase desaparecimento no início dos anos 70. Em 1974 iniciou um processo crescente de atividades armadas que tiveram seu ponto máximo em meados de 1978 e levaram ao triunfo revolucionário em 1979. Esta luta denominou-se Revolução Nicaraguense ou Revolução Sandinista e terminou com a entrada dos revolucionários em Manágua (capital nicaraguense) em 19 de Julho de 1979 e provocou a derrocada da ditadura de Anastasio Somoza Debayle.

 


Imagem: Tiomono [CC BY-SA 3.0], via Wikimedia Commons