Hoje na história

15.mar.1519

Batalha de Centla no México

A Batalha de Centla foi um combate ocorrido em 15 de março de 1519 no qual os indígenas mexicanos maya-chontales, dirigidos por seu cacique Taabsascoob, enfrentaram-se com os espanhóis comandados por Hernán Cortés (conquistador espanhol do império asteca). Nesta batalha os derrotados foram os índios chontales. No dia seguinte, embaixadores enviados por Taabscoob chegaram ao acampamento espanhol com presentes, pois segundo a tradição dos índios, o perdedor devia dar obséquios ao ganhador. Entre os presentes havia ouro, joias, jade, turquesa, peles de animais, animais domésticos, plumas de aves preciosas, etc. Além disso, os índios entregaram aos europeus 20 jovens, entre as quais vinha Malitzin, que os espanhóis batizaram como Marina, e quem se transformou em amante de Cortés, conselheira e intérprete. Depois da batalha, no dia 25 de maio de 1519, os espanhóis fundaram no lugar da batalha a Vila de Santa Maria da Vitória. Nesse mesmo dia houve a primeira missa no México e no Continente Americano. De lá os espanhóis embarcaram rumo a Veracruz para iniciar a rota até a cidade capital asteca, Tenochtitlan.

 

Imagem via Wikimedia Commons