Hoje na história

05.Aug.1914

Alemães atacam Liège, na Bélgica, iniciando primeira batalha da Grande Guerra

No dia 5 de agosto de 1914, o exército alemão lançou o seu ataque à cidade de Liège, na Bélgica, violando a neutralidade deste país e começando a primeira batalha da Primeira Guerra Mundial. Na véspera, sete exércitos alemães, com um total de 1,5 milhão de soldados, se estabeleceram ao longo das fronteiras belgas e francesas, para colocar em prática o Plano Schlieffen, que traçava o avanço através da Bélgica para chegar na França, idealizado pelo ex-Chefe do Estado-Maior alemão Alfred von Schlieffen. Construída sobre uma encosta íngreme e defendida por 12 fortes, Liège era considerado por muitos o local mais fortificado da Europa.

Confiante em uma vitória fácil, os alemães, na verdade, enfrentaram uma valente resistência belga, liderada pelo rei Albert, que pediu aos seus súditos para combater esta ameaça à neutralidade e independência a todo custo. Até o final do dia, em 5 de agosto, todos as 12 fortalezas de Liège ainda estavam em mãos belgas.

Liège só foi dominada pelos alemães em 15 de agosto, após o uso de armas terrestres mais poderosas, como os enormes canhões. O bombardeio pesado sobre Liège começou no dia 12 de agosto; em 15 de agosto, 11 dos 12 fortes de Liège haviam sido destruídos pelos invasores.

O principal avanço alemão através da Bélgica, para a França, começou três dias depois, em 18 de agosto. Temerosos de resistência civil, especialmente a dos franco-atiradores, as tropas alemãs, desde o primeiro dia na Bélgica, adotaram uma linha dura com a população nativa. No dia 5 de agosto, os alemães haviam começado não só o fuzilamento de civis comuns, mas a execução deliberada de padres belgas. No total, as tropas alemãs mataram 5.521 civis na Bélgica e 896 em França.

 


Imagem:  Le Miroir [Domínio público], via Wikimedia Commons