Hoje na história

27.Feb.1989

Acontece o "Caracaço" na Venezuela

A explosão social ocorrida em Caracas, Venezuela, em 27 de fevereiro de 1989, é conhecida como Caracaço. A economia venezuelana caiu paulatinamente a partir da nacionalização da indústria petroleira em 1976. A partir dessa data, o investimento privado nacional começou a cair pouco a pouco à medida que o Estado aumentava sua arrecadação e gastos. Isto causou uma desvalorização da moeda em 1983. Desde então, as políticas econômicas dos governos de Luís Herrera Campíns e Jaime Lusinchi não foram capazes de frear as espirais inflacionárias. Posteriormente, o governo de Carlos Andrés Pérez procurou gerar uma mudança ao liberar a economia através de um programa de ajustes macroeconômicos promovido pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), chamado de "Pacote Econômico", concebido para gerar mudanças substanciais na economia do país. Em 26 de fevereiro de 1989, o ministério de Energia e Minas anuncia o aumento de 30% dos preços da gasolina e o incremento das tarifas do transporte público urbano e interurbano também de 30% a partir de 27 de fevereiro, válido para os 3 meses seguintes. Depois desse período, poderiam aumentar em até 100%. As medidas econômicas e sociais impostas pelo governo e a crescente taxa de pobreza originaram o massacre e a onda de violência conhecida como "o Caracaço".