RONALD REAGAN

Ronald Reagan

Nascido em Tampico, Illinois, em 6 de fevereiro de 1911, Ronald Reagan escolheu inicialmente uma carreira na indústria cinematográfica, atuando em mais de 50 filmes. Em Hollywood, ele foi presidente do Screen Actor’s Guild (SAG) e conheceu sua futura mulher, Nancy (Davis) Reagan.  Reagan foi governador da Califórnia por dois mandatos. Originalmente um liberal democrata, ele concorreu à presidência dos EUA como um republicano conservador e teve dois mandatos, com início em 1980.

Ronald Wilson Reagan nasceu em 6 de fevereiro de 1911, em Tampico, Illinois, de John Edward “Jack” Reagan e Nellie Wilson Reagan. Seu pai o apelidou de “Dutch” (holandês, na tradução) dizendo que ele parecia um pequeno e gordo homem holandês. Nos seus primeiros anos de vida, sua família viveu em várias cidades, finalmente se estabelecendo em Dixon, Illinois, em 1920, onde Jack Reagan abriu uma loja de sapatos.

 

Mais de 50 filmes

A política é como o show business: você tem uma estreia fantástica, desliza por algum tempo e termina num inferno.

Em 1928, Ronald se formou na Dixon High School, e lá, além de atleta, ele também era presidente do corpo estudantil e atuava nas peças escolares. Durante suas férias de verão, ele trabalhava como salva-vidas. Após estudar na Eureka College, em Illinois, como atleta bolsista, Reagan se formou em economia e sociologia. Lá, ele jogava futebol americano, corria em pistas, era capitão da equipe de natação e presidente do conselho estudantil, além de atuar nas produções da universidade. Depois de sua graduação, em 1932, ele começou a trabalhar como locutor de uma rádio esportiva em Iowa.

Em 1937, Reagan assinou um contrato de 7 anos com a Warner Brothers. Ao longo das três décadas seguintes, ele apareceu em mais de 50 filmes. Entre seus papéis mais conhecidos, está o de George Gipp, jogador do time de futebol americano, na sua biografia “Criador de Campeões”. Outro papel famoso é o do filme “Em Cada Coração”, de 1942, no qual seu personagem tem as pernas amputadas.

 

Casamento com Nancy Davis

Política é a segunda profissão mais antiga do mundo, muito semelhante à primeira, aliás.

Em 1940, Reagan se casou com a atriz Jane Wyman, com quem teve Maureen e o filho adotivo Michael. Os dois se divorciaram em 1948. Durante a Segunda Guerra Mundial, ele foi dispensado de seu dever por causa de um problema nos olhos e passou seu tempo no exército, fazendo filmes de treinamento. Reagan deixou as forças armadas com a patente de capitão. De 1947 a 1952, ele foi presidente do Screen Actor’s Guild (SAG). Nesse período, conheceu a atriz Nancy Davis, que havia procurado sua ajuda após ser inclusa por engano como simpatizante comunista na “Lista negra de Hollywood”. Eles se casaram em 1952 e tiveram dois filhos, Patricia e Ronald.

 

Política

Todas as grandes mudanças na América começam à mesa de jantar.

Com uma carreira mais estável, Reagan conseguiu um emprego como apresentador da série dramática e semanal para a TV General Electric Theater, em 1954. Parte de sua responsabilidade como apresentador era fazer turnês pelos EUA como um representante de relações públicas da General Electric. Foi durante esse período que sua visão política passou de liberal para conservadora.

Ele conduzia discussões políticas, manifestando-se contra a regulamentação excessiva do governo e do desperdício de gastos – temas centrais na sua futura carreira política. Reagan entrou para os holofotes da política em 1964, quando fez um discurso na TV bem recebido pelo republicano e candidato à presidência Barry Goldwater, um notório conservador.

 

Presidente dos EUA

Dois anos depois, em sua primeira corrida a um cargo público, Reagan derrotou o incumbente democrata Edmund “Pat” Brown Sr. com uma diferença de quase 1 milhão de votos, conquistando o cargo de governador da Califórnia. Ele foi reeleito para um segundo mandato em 1970. E depois de tentativas fracassadas para a indicação à presidência da república em 1968 e 1976, Reagan finalmente recebeu o assentimento do Partido Republicano em 1980. Na eleição geral daquele ano, ele derrotou Jimmy Carter e, aos 69 anos, tornou-se o mais velho presidente eleito da história dos EUA.

Em seu discurso inaugural, em 20 de janeiro de 1981, Reagan afirmou que o “governo não é a solução para os nossos problemas; o governo é o problema”. Ele convocou uma era de renovação nacional e disse torcer para que a América fosse novamente “um farol de esperança para aqueles que não têm liberdade”. Ele e sua mulher, Nancy Reagan, inauguraram uma nova era de glamour na Casa Branca, com roupas de marca e uma grande redecoração da mansão executiva.

 

Atentado

Em 30 de março de 1981, o Presidente Ronald Reagan estava saindo do Hotel Hilton, em Washington, ao lado de assessores, quando foi alvo de um atirador, John Hinckley Jr., e teve um dos pulmões perfurados pela bala, que, por pouco, não atingiu seu coração. Algumas semanas depois, ele já estava de volta ao trabalho.

No plano interno, o presidente Reagan avançou em políticas de redução de programas sociais e das restrições empresariais. Cortes de impostos foram implementados para estimular a economia dos EUA, e ele também defendeu um aumento nos gastos militares. Em 1983, a economia do país começou a se recuperar e, de acordo com muitos economistas, entrou em um período de 7 anos de prosperidade. No entanto, críticos acusaram suas políticas de, na verdade, aumentarem o déficit público e prejudicarem as classes médias e baixas. Em 1981, ele fez história ao indicar Sandra Day O’Connor como a primeira mulher da Suprema Corte dos Estados Unidos.

 

Ações bélicas

A questão mais urgente da política externa do primeiro mandato de Reagan foi a Guerra Fria. Chamando a União Soviética de “império do mal”, ele deu início a um desenvolvimento massivo de armas e tropas. Ele implantou a “Doutrina Reagan”, que prestou ajuda aos movimentos anticomunistas na África, Ásia e América Latina. Em 1983, ele anunciou a Iniciativa Estratégica de Defesa, um plano que tinha como objetivo desenvolver armas espaciais para proteger a América do ataque de mísseis nucleares soviéticos.

Em junho de 1982, Reagan enviou 800 fuzileiros navais para o Líbano, como parte de um projeto de paz mundial. Em outubro de 1983, homens-bomba atacaram o quartel da marinha em Beirute, matando 241 americanos. Naquele mesmo mês, Reagan ordenou que forças norte-americanas invadissem a ilha caribenha de Granada, depois que rebeldes marxistas depuseram o governo. Além disso, a administração Reagan teve que lidar com a relação conflituosa entre os EUA e o líder da Líbia, Muammar al-Gaddafi.

 

Muro de Berlim

Em seu segundo mandato, Reagan avançou gradualmente em uma relação diplomática com o reformista Mikhail Gorbachev, presidente da União Soviética. Em 1987, os americanos e os soviéticos assinaram um acordo histórico para abolir os mísseis de alcance intermediário. Naquele mesmo ano, Reagan discursou no Muro de Berlim, um símbolo do comunismo, e lançou um famoso desafio a Gorbachev para derrubá-lo. Vinte e nove meses depois, Gorbachev permitiu que os cidadãos de Berlim o destruíssem, dando fim à dominação soviética na Alemanha Oriental.

Depois de deixar a Casa Branca, Reagan retornou à Alemanha, em setembro de 1990 – apenas algumas semanas antes da Alemanha ser oficialmente reunificada – e, com um martelo e um cinzel em mãos, quebrou simbolicamente alguns pedaços remanescentes do muro. Seu segundo mandato, no entanto, foi manchado pelo Caso Irã-Contras, um acordo complicado com o Irã de “armas por reféns” para restringir o envio de recursos a insurgências comunistas na América Central. Embora, inicialmente, tenha negado envolvimento no caso, Reagan anunciou posteriormente que o mesmo tinha sido um erro.

 

Anos finais

Após deixar a Casa Branca, em janeiro de 1989, Reagan e sua mulher Nancy retornaram para Los Angeles. Em 1991, foi inaugurado em Simi Valley, na Califórnia, o Ronald Reagan Presidential Library. Em 1994, Reagan revelou à população americana que havia sido diagnosticado com Alzheimer. Quase uma década depois, em 5 de junho de 2004, ele faleceu em sua casa, em Los Angeles, aos 93 anos.

 


Imagem: Michael Evans [Domínio público], Wikimedia Commons